DeNádegas

Toda quarta um post novo!

Acabou!!!

Galera, fim de férias. Tô ainda “pegando no tranco”, mas quarta-feira retomo os posts aqui no deNádegas. O show do Radiohead foi simplesmente fantástico! Ia até postar alguma coisa aqui, mas o texto que minha mais linda e inteligente mulher melhor jornalista do planeta escreveu está perfeito. Retrata tudo com perfeição.

Então, pra saber o que rolou lá na Apoteose, dê um lida aqui …

Blog de Kaká

Até quarta!!!

segunda-feira, 30 março , 2009 Posted by | About me | 1 Comentário

Parabéns Beleco!!!

Beleco e o Papai!

Beleco e o Papai!

Fim de carnaval, fim do ócio.  É engraçado como no Brasil tudo entre as festas de fim de ano e o carnaval parece andar a passos de tartaruga, esperando chegar março pra coisa engrenar de vez.   E durante essa semana de carnaval não foi diferente comigo.  Rolou uma certa “preguiça” pra escrever.  Mas, de volta à vida, não poderia deixar de comentar aqui com vocês sobre  o aniversário do meu filhote Bernardo!

O Beleco completou cinco anos no último dia 25 de fevereiro, em plena quarta-feira de cinzas.  Aliás, que de cinza não teve nada.  Ter filhos é uma experiência única, impossível de ser escrita, dita ou cantada.  É uma experiência pra ser sentida e a oportunidade de viver um amor verdadeiramente incondicional e pra sempre.  O mais engraçado é que quando me tornei pai eu achava que iria ser o tal do “papai sabe-tudo”. Que iria ensinar um monte de coisas pra eles.  Claro, eles realmente aprendem muito comigo, afinal, tô aqui pra isso, não é!?  Mas, eu me assustei com o quanto que eu aprendi com eles.  A verdade é que ensinamos e aprendemos um ao outro na mesma medida.   As crianças têm muito a ensinar aos adultos. 

O Bernardo é um filho maravilhoso.  Ele é capaz de fazer as maiores travessuras e ao mesmo tempo os maiores gestos de carinho e humanidade que já vi.  É capaz de me tirar do sério num minuto e no seguinte me fazer chorar com uma palavra ou um gesto de carinho.  Ele é muito intenso em tudo que faz e ao mesmo tempo sensível e “desligado” de coisas que pra outras pessoas seriam tão importantes e fúteis ao mesmo tempo.  Tem um sorriso arrasador,  uma gargalhada contagiante, um abraço capaz de aquecer até um coração de pedra e o beijo mais molhado que já levei!   E por mais cansado que esse “maluquinho” me deixe, chegar no final do dia na hora de dormir, receber um beijo, um carinho  e ouvir palavras do tipo “Você é o melhor pai do mundo! Te amo papai!” é como uma explosão de energia que me deixa tonto, atordoado, mas pronto pra começar tudo de novo no dia seguinte, como se fosse o primeiro dia.  

Eu amo profundamente os meus filhos, Artur e Bernardo, são tudo que tenho de mais importante e não dou um passo em minha vida sem colocá-los na frente.  E se já não bastasse o tanto de alegria que eles me dão, ainda tive a felicidade de ter mais uma criança em minha vida.  A Malu, filha da Kaká, minha mulher.  Um presente que recebi e que deixa a casa e meu dia mais feliz.  Então, posso dizer hoje que sou um cara realmente abastado.  Tenho tudo de mais importante que alguém poderia ter.  E a você meu filho, desejo tudo de mais belo e intenso que a vida puder te oferecer e que você puder conquistar. Parabéns, por seu aniversário e por tornar a vida de tanta gente mais feliz.

terça-feira, 3 março , 2009 Posted by | About me | 1 Comentário

Olho no palco do Projeto Verão 2009

Sibberia - Projeto Verão 2008

Sibberia - Projeto Verão 2008

Essa semana não tem como não falar do Projeto Verão. Será minha segunda participação com a Sibberia e esse ano terá um sabor muito especial, pois vamos abrir o Projeto Verão! A Sibberia toca às nove e meia do dia 12, antes do Lenine.


Esses dias que estão antecedendo esse show também têm sido bastante especiais pra mim. Lembro que quando eu subi no palco a primeira vez, aos quinze anos de idade, tudo que eu queria junto com meus amigos de banda, era fazer música, viajar pra tocar e ter o reconhecimento do público. Nunca pensei em fama, sucesso ou dinheiro. Tanto é que me tornei Analista de Sistemas .. eheheheh … Mas o fato é que demorou alguns muitos anos pra que isso tudo que eu sonhava naquela época se tornasse realidade. Há duas semanas voltamos a Fortaleza e fizemos dois shows, ano passado tocamos em BH e Maceió. Essa semana acabei de receber uma graninha de direitos autorais referente a execução de músicas minhas e vez ou outra escuto as músicas da Sibberia tocando em algumas rádios. Ah! E essa semana rolou até um especial da Sibberia na rádio Aperipê!! Na web, foram mais de mil e quinhentos downloads de nossas músicas em 2008, apenas no site palco MP3. Até que pra quem não é profissional no assunto ta meiota né!?


Esse ano a prefeitura tomou a sábia decisão de colocar todas as bandas locais para abrir os shows. Pra nós que fazemos a cena independente isso é muito importante, vocês não fazem idéia. Primeiro, quando tocamos por último, normalmente o público já ouviu duas ou três bandas antes, já são quase três da manhã e o que todo mundo quer é ir pra casa dormir. Ficam só os mais dispostos, os fãs incondicionais da banda ou aqueles em que o álcool já chegou no estágio onde qualquer coisa tá bom. Além disso, a essa hora da madruga a imprensa também já se mandou e os shows ficam sem cobertura jornalística.


Abrindo o dia de eventos, nós temos a chance de ter um público maior, o que significa que uma quantidade maior de pessoas irá ouvir nosso trabalho e quem sabe se interessar e comprar um CD. Sem falar que provavelmente haverá cobertura da imprensa, o que se traduz em divulgação pra banda. Então, pra nós que não temos gravadora, são oportunidades como essa que temos pra divulgar nossas músicas e conquistar

público.


Temos que destacar que esse ano a prefeitura deu um apoio real a cultura sergipana. Uma contribuição de verdade. Não apenas no pagamento de um cachê justo, como na disposição das bandas ao longo da programação. Isso é uma mudança significativa em relação ao passado e que com certeza vai trazer frutos em breve. As bandas sergipanas estão se profissionalizando, estão apresentando trabalhos mais consistentes, maduros e melhorando suas relações com patrocinadores, governo e profissionais da área. Acho que 2009 será um grande ano pro rock e pro pop sergipano.


Bom, o show ta ensaiado e agora começa a fase da ansiedade. Fico louco pra subir logo no palco, encarar aquele mundo de gente e sentir a emoção de tocar nossas músicas, sentir a resposta do público, se expor, se encontrar, ver o mar, a praia. Na verdade, é isso que me faz seguir em frente, mesmo com tantas dificuldades. A tal da “cachaça”, como a gente costuma dizer por aí. O palco é um lugar diferente. Difícil de explicar. E juro que não tem nada a ver com narcisismo ou exibicionismo, nada disso. É o lugar onde o artista encontra o seu lugar que é o seu público. Cada música tem uma história, tem um motivo, tem uma inspiração criada,sentida ou imaginada por quem a fez. Mas, é quando essa mesma música toca a muitas pessoas ao mesmo tempo e de forma diferente, que a gente consegue perceber o real significado da arte, que pra mim é despertar sentimentos, sejam eles quais forem.

Acho legal a coisa da dubiedade, da interpretação pessoal, de trazer a música pra uma realidade contextualizada.  Quando alguém pergunta pra mim se “Instante” foi feita pra alguma mulher e digo que foi pra meu filho, vejo que acertei o ponto da música.  Sinto uma sensação bacana quando o cara diz que brigou com a mulher e aí pra fazer as pazes colocou “Apenas eu e Você” e depois, viajando na letra, namoraram até altas horas.  Ou quando eu toco “Qualquer Preço” pra musa inspiradora da música que está no meio do público e a gente olha um pro outro, e entende um monte de coisa que ninguém nunca vai chegar perto de perceber.  Enfim, é esse o combustível e é isso que me faz continuar tentando a fazer música. Às vezes dá certo, às vezes não. Às vezes dá prejuízo, às vezes dá pra pagar um geladinho e dois Big Big. Às vezes a música é boa, e em muitas outras é ruim! Mas, o importante é continuar tentando e de alguma forma, continuar instigando as pessoas e a mim mesmo.

Até a próxima!

quarta-feira, 11 fevereiro , 2009 Posted by | About me | 5 Comentários

A semana de uma turnê, ou vice-versa.

Bom galera,

Se tem uma coisa que todo músico gosta é de tocar.  É uma sicura irritante, confesso.  Quem conhece algum de perto sabe que aquele violãozinho rolando durante a novela, filme ou programa de TV favorito é pra matar!  Sem falar dos vizinhos que, se não entrar na onda, vai encher o livrinho de reclamações do condomínio com pedidos entusiasmados de silêncio.

O fato é que a partir de amanhã eu vou ter razões de sobra pra encher os dedos de calo.  Se segure aí que o parágrafo é longo: viajo com a Sibberia para Fortaleza, onde fazemos dois shows no sábado; em seguida voltamos para Aracaju para pegar uma marinete destino Itaporanga! festa da padroeira e mais um show, esse marcado pra começar duas da manhã.  Ou seja, se começar três, sou um cara feliz.  Estamos agora então no dia 02 de fevereiro e tenho ensaio com a Vox, pois faremos dois shows, dia 6 no Suburbia e dia 7 no Capitão Cook.  (certamente terei ensaio com a sibberia nessa semana…) Aí tenho ensaio com a sibberia dia 9 e 10 pra fazermos um show dia 12 de fevereiro no projeto verão em Aracaju! E ufa!

Exceto pelo fato de que esse tempo todo tocando acaba me tirando um pouco de casa e de perto da minha família, realmente não tenho do que reclamar, quando o aspecto é a “sicurisse” :)   Até mesmo o cansaço acaba ficando em segundo plano na hora que a gente sobe no palco e manda ver.  Isso é realmente curioso, pois não importa o quão cansado eu esteja, quando subo no palco tudo vai embora, porque começa um relação legal com o público e a música que é capaz de superar tudo.

Mas, enfim, espero na próxima semana ter um tempinho pra escrever como está sendo a tal da “turnê”.  De qualquer forma, agora em fevereiro,  vou postar sobre a história do Abbey Road, último album dos Beatles que comemora 40 anos em 2009.

Grande abraço e até a volta!

sexta-feira, 30 janeiro , 2009 Posted by | About me | 1 Comentário

E não é que a felicidade é mesmo simples assim

andre-e-kaka

vc tá feliz?

– como nunca estive em minha vida!

– vc me queria msm?

– nunca desejei nada tanto quanto quis vc pra mim…

…pausa…

– te amo mto…

terça-feira, 27 janeiro , 2009 Posted by | About me | Deixe um comentário