DeNádegas

Toda quarta um post novo!

Quatro e Meia

Cartaz do filme

Cartaz do filme

Dizem que qualquer pessoa precisa ao longo de sua vida plantar uma árvore e escrever um livro. Confesso que ainda não fiz nenhum dos dois, mas cheguei perto do livro, não da árvore. Se bem que a árvore eu pretendo plantar no quintal do meu barraco assim que ele estiver construído, Deus sabe lá quando! Mas, até isso acontecer, acabei escrevendo um roteiro pra um filme. Foi o mais próximo que consegui chegar do livro. E pro meu espanto, o roteiro virou um filme que acabou sendo selecionado para a próxima edição do Curta-se!

A história começou em 2006 quando eu assisti a uma série de curtas que tinham sido selecionados para o Curta-se daquele ano e de alguma forma visualizei que seria legal concorrer também, até porque o festival era totalmente produzido em Aracaju, facilitando as coisas. O único problema é que eu não tinha a menor idéia de como escrever um roteiro, qual o formato adequado e por aí vai.

Passei então a pesquisar na web, entrei em algumas comunidades no orkut e comprei uns livros que tratavam sobre o assunto. Fiz uma leitura básica e aprendi o formato adequado e como explorar personagens, o enredo, o som, e por aí vai. Parti então de uma idéia, escrevi o roteiro e o apresentei a uma atriz amiga minha, a Viviane. Ela leu, gostou e passou para uma amiga dela, a Martha, que estava fazendo o curso de direção e fotografia no Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPDOV), órgão vinculado à Prefeitura de Aracaju. A Martha comprou a idéia e convidou alguns colegas de curso pra encarar a filmagem, incluindo o Luiz Garcia que acabou dividindo a direção do filme com ela . Resultado, todo mundo viajou na idéia e em alguns dias, tínhamos uma equipe. Quando conversei com a Martha ela, no papel de diretora, resolveu que eu tinha a cara do personagem coadjuvante e acabei interpretando o personagem na trama. Faltava agora o apoio financeiro e equipamento para as filmagens. Não conseguimos a grana, mas tivemos o apoio de algumas empresas e do próprio Núcleo que emprestou os equipamentos.

Set de filmagem. Foto de Martha

Set de filmagem. Foto de Martha

Foi uma experiência muito legal. Todos estávamos aprendendo como fazer cinema e muito empolgados com a história toda, pois era uma oportunidade de praticar o que se aprendia no curso do Núcleo. Não foi fácil, mas acabou dando tudo certo, fizemos algumas externas, várias locações e gravamos todo o material em 2007. O elenco ainda conta com Thiago Ribeiro e Kassen.

Quatro e meia é um drama filmado em P&B que conta a história de Luisa. Uma mulher madura, independente e avessa a relacionamentos estáveis. Pra ela, sentimentos superficiais é o segredo de uma vida feliz, embora no fundo o que ela deseje é ser amada profundamente. Até o dia em que o destino lhe dá a oportunidade de conhecer o amor, de ser fisgada por um sentimento que cresce independente dos nossos desejos racionais. Mas, ela terá pouco tempo pra viver esse momento até que seu verdadeiro destino se cumpra.

Cena do filme

Cena do filme

É um filme leve, porém com uma mensagem interessante. O Luiz Garcia fez a montagem final e eu assinei a trilha sonora. O filme ficou pronto em 2008 e agora foi selecionado para o Curta-se. Claro que pra mim foi uma alegria imensa. Não apenas pelo fato de ter escrito uma história e vê-la filmada, mas por ter sido selecionado para participar de um dos festivais mais importantes do nordeste. Além disso, ter conhecido um pouco desse mundo do cinema foi fantástico. Acho até que o cinema tem o mesmo “grude”, o mesmo vício que a música nos provoca. Embora estressante, é muito divertido fazer. É uma paixão mesmo. Quem sabe no futuro não faça mais alguma coisa :)

Então, estão todos convidados para no próximo dia 30 de setembro, quarta-feira, comparecer ao Cinemark Jardins, às 22:00h e conferir na telona a história de Luisa!

Maiores informações no site do Curta-se http://www.curtase.org.br/

Anúncios

quinta-feira, 24 setembro , 2009 - Posted by | Filmes

3 Comentários »

  1. Gostei, gostei, gostei :)
    Até dia 30!
    (viu, ainda continuo acompanhando seu blog… só não comento… mas dessa vez não podia deixar passar)
    Ah, e quanto a história de ter um filho, uma árvore e um livro, acho que se entendermos a coisa metaforicamente a missão livro você já cumpriu; a missão filho cumpriu literalmente; a árvore pode ser mais prá frente, senão não sobra mais nada prá fazer.

    Comentário por martha | quinta-feira, 24 setembro , 2009 | Responder

  2. Ai mano, que pena que eu não vou estar aí pra te prestigiar… mas enquanto estiver ouvindo Franz Ferdinand lembrarei de vc! kkkkkk

    Vai se um sucesso, tenho certeza!!!!
    Vou divulgar no meu Orkut e Twitter…
    Beijão

    Comentário por Paula Dantas | sexta-feira, 25 setembro , 2009 | Responder

  3. De looooonge o melhor curta sergipano daquele dia… kkkkkkk. Até me deu vontade de reler o Pequeno Príncipe. Tô ensaiando escrever um roteiro também. :-P

    Comentário por Kadydja | segunda-feira, 19 outubro , 2009 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: